Novos parceiros na Regeneração

Desde a última atualização, houve vários desenvolvimentos significativos na Quinta do Vale da Lama – e em termos de Agricultura Regenerativa, nenhum mais importante do que o que temos feito com os animais.

Nessa área, as notícias são as seguintes:

Galinhas de Quintal

O CONTEXTO:
EcoResort na Quinta do Vale da Lama – mais especificamente, o SweetSpot Café, os recipientes de compostagem adjacentes ao jardim e – logo atrás – um pomar de citrinos com cerca de 100 árvores de citrinos maduros (de meia-idade tardia). Mais algumas variedades de tangerinas, para fornecer frutas para os pequenos almoços ao longo de todo o ano (em princípio!).

O PROBLEMA:
São três os problemas a ser tratados separadamente até agora:

- Compostagem de resíduos orgânicos da cozinha (ocupada, especialmente na época alta) não está a ter escoamento fluído (confuso!);

- Solo pobre no laranjal – árvores sofrem de falta de fertilidade, acompanhado por pragas e ervas daninhas;

- Alguns clientes (uma pequena, mas ruidosa minoria :-) querem ovos para o pequeno almoço!

A SOLUÇÃO: Um sistema de galinhas de quintal.

De acordo com um dos mais mencionados princípios de permacultura (o Problema É a Solução), e considerando também o modelo de Planeamento Holístico da Pastagem que funciona melhor em maior escala, adaptamos a tradição rural de galinhas de quintal para a nossa própria situação, da seguinte forma:

- 17 encantadoras galinhas poedeiras, 1 galo afortunado;

- Uma cerca portátil (50m de rede elétrica energizado por bateria de energia solar);

- Um “trator móvel” caseiro com segurança apertada (isto é, contra predadores) com alimentador integrado, bebedouros, caixas com ninhos e poleiros.

RESULTADOS:
Embora ainda seja cedo (só chegaram no final de Agosto), podemos dizer, em termos de problemas acima mencionados:

- COMPOSTAGEM
Estão a processar facilmente todos os resíduos orgânicos da cozinha do EcoResort (bastante!), assim como do meu agregado familiar (família de 4) – com pouca alimentação adicional;
- FERTILIDADE: adubação / cobertura orgânica (os fardos em decomposição que lhes damos como palha são completamente espalhados e misturados no solo), que embora esteja numa fase muito inicial, já dá sinais óbvios de melhoramento da fertilidade;
- ALIMENTO: Embora as nossas galinhas tenham chegado demasiado imaturas para pôr ovos, já estão a produzir cerca de 7 ovos / dia (média de Novembro até à data), e a qualidade (e tamanho! Ver foto “mãeGalinha”) de ovos é verdadeiramente sem comparação!

Os detalhes da implementação e dos resultados estão fora do âmbito deste post, mas serão dados a todas as partes interessadas no nosso próximo festival Recolher (veja “Conclusões” na parte inferior deste post).

Resgate de Burros

O PROBLEMA:
Uma longa e triste história de burros abandonados (ler aqui, se tiver interesse, e agradeço ao Gonçalo Teixeira por trazer esta temática).

Trazer um para casa provou não ser assim tão fácil … Mas parabéns à Sandra de Sundance Ranch por trazê-los todos para a sua quinta ao seu cuidado provisório até à adoção.

O último burro que resgatamos (“Catarina”) morreu há alguns anos, e o nosso querido amigo de orelhas longas Levinho (adotado pela Quinta do Vale da Lama em 2008 – o que faz dele o mais antigo de todos os moradores da Quinta) tem ansiado por companhia há demasiado tempo.

Final Feliz: Bem-vinda, Cegonha!
Uma nova fêmea (2-3 anos?), chegou há apenas 3 semanas atrás -ainda muito magra, mas muito melhor do que a conhecemos há alguns meses atrás (graças à Sandra!).

Depois de alguns dias a passear cautelosamente em volta do chefe do recinto, Cegonha é agora uma companheira bem-vinda pelo Levinho – que, embora bem acima dos 20 anos, ainda aprecia as atenções de uma jovem do sexo feminino :-)

Juntos, eles fazem um grande trabalho de pastorar / espezinhar / adubar as ervas altas, preparando o terreno para a passagem dos herbívoros de pastagens inferiores (ver abaixo).

E mais notícias, sobre a frente de ruminantes:

Algumas dificuldades com os nossos “Mondadeiros de Lã”

Devido a um programa de inoculação do governo que correu mal, fomos visitados pela doença “Língua Azul”, resultando em 1 ovelha infetada e mais 1 suspeito que precisou de ser colocado longe dos outros.

Isso, aliado a outros problemas com o sistema elétrico de contenção (postes quebrados, rede desgastada, falta de boa conexão em terra seca – numerosas lições aprendidas!) derrubou o nosso Plano de Pastoreio Holístico.

AS BOAS NOTÍCIAS:.
Graças à intervenção razoavelmente rápida e assertiva (yay equipa!), ambos os animais doentes recuperaram.

Além disso, ao longo da última temporada desenvolvemos uma nova parceria com um pastor local, bastante receptivo às nossas ideias, e a sua manada de vacas. Ele concordou em trazer ao nosso pasto aberto de 20ha as suas 30 cabeças de gado, de acordo com um plano de pastoreio rotativo co-criado e implementado por nós.

Então, dada a combinação fora do comum das primeira chuvas com o sol (repetida várias vezes) que desfrutamos este Outono, as gramíneas voltaram mais rápido e mais fortes do que nunca.

Conclusão:

Se encontrou inspiração nesta história e gostaria de saber mais, visite-nos no Encontro Sazonal RECOLHER no Sábado 26 de Novembro onde o Yorgos, o nosso líder da Agricultura Regenerativa, dará uma oficina acerca das operações com animais na Quinta do Vale da Lama e o seu papel regenerativo no nosso sistema agro-silvo-pastoril.