Vamos plantar árvores juntos!

por

Se isto lhe parece uma bênção pastoral - como me parece a mim (a razão pela qual vivo aqui agora :-)- então talvez esteja igualmente perturbado pelos incêndios florestais no Centro de Portugal este Verão, e a sentir que temos de nos reunir e fazer algo a este respeito!

Este sentimento é partilhado por um bom número de pessoas, como o demonstra o sucesso do "Encontro pelas Florestas " deste fim-de-semana passado em Elvas, organizado por Su e Marina e acolhido pela boa gente na Quinta da Pureza. Claro que foi óptimo relacionar-se com tantos (facilmente 60, acho eu; talvez mais perto de 100?) cidadãos de todas as camadas sociais, partilhando informações e sentimentos sobre esta tragédia ambiental, económica e humana.

Além disso: foi realmente óptimo envolver-se com pessoas em torno de acções concretas - as duas das quais considero mais significativas:

  • Geralmente: Desenvolver uma rede orientada para a acção dedicada à missão de reflorestar Portugal (porque vai ser preciso muito mais do que uma página no Facebook para apoiar este movimento a longo prazo); e
  • Especificamente: Plantar uma cargade 5h1+de árvores este Outono/Inverno!

A este último ponto: estamos a falar em termos de um bom quarto de milhão de árvores só para começar, por isso este é claramente um trabalho para uma equipa bem treinada e organizada (se não um exército!).

Foi assim que, no grupo de trabalho que se concentrou neste desafio particular, identificámos a necessidade de organizar uma espécie de campo de treino para a primeira vaga de voluntários de plantação de árvores. Para o efeito -considerando a sinergia óbvia com este evento que já planeámos-ofereci-me para acolher um tal campo de treino na nossa quinta, e a oferta foi recebida com entusiasmo. Por isso, vai mesmo acontecer!

NB: Isto altera um pouco o âmbito desse evento que já anunciámos, e por isso estou a trabalhar com os formadores envolvidos para coordenar os detalhes do programa. Devo também dizer: aquelas centenas de árvores que vamos plantar não são para restaurar uma floresta primitiva, mas sim para regenerar um sistema AgroSilvoPastoral tradicional algarvio alimentado pela chuva, com alguns melhoramentos modernos (por exemplo, swales de retenção de água, e vedações inteligentes para apoiar o Holistic Planned Grazing com ovelhas).

Dito isto: se uma semana em meados de Novembro de sólida aprendizagem e trabalho árduo plantar árvores com alguns dos melhores sons lhe parece divertido -E se estiver interessado em ir em frente e plantar mais e envolver outros a fazer o mesmo, então deve enviar-nos agora um e-mail para registar o seu interesse e descobrir todos os detalhes. A alimentação e o alojamento serão complementares para todos os envolvidos, mas só podemos acomodar 30 no máximo, por isso, se estiver a falar a sério, informe-nos o mais rapidamente possível.

Força, Portugal!

ps: Como podem ver na imagem abaixo, -uma vista aérea do ecossistema estaremos a regenerar-nos - estamos muito longe de qualquer coisa a que se possa chamar floresta... Mas se estiverem à procura de uma experiência mais difícil, então talvez queiram olhar para o Campo de Restauração do Ecossistema de John D. Liu no Altiplano de Granada, Espanha (a iniciativa que nos inspirou a fazer um mini-ERC no nosso próprio cantinho da Península Ibérica).

0 Comentários

Escrito por: Equipa da Quinta Vale da Lama

Estamos à procura de um especialista dedicado ao mercado de hortas orgânicas

Clica aqui para submeter a candidatura

Fixar em Pinterest